Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Segunda-feira, 17 de Maio de 2010

Profecia Familiar - Bem que me avisaram

Segundo revista da especialidade o amor é como a varicela. Se já se teve em pequenino, não se volta a apanhar.

 

Aos 8 anos de idade foi brindada, pela primeira e única vez, por uma serenata. O jogral era um miúdo, do famoso bairro da pia à porta, conhecidos pelo facto confirmado de ter uns pirolitos a menos. Chamava-se Zé, teve um futuro promissor como ladrão especializado em várias artes do gamanço.

No seu horizonte romântico, surgiu aos 10 anos, o Pedro. Um caso único de esquizofrenia em tenra idade, dizia ser o Napoleão e ela, amada Julieta. O romance não correu bem por conta de um violento combate de gravilha no recreio da escola.

Aos 12 anos, mais coisa menos coisa, surgiu o Celso, um rapaz pragmático e de ideias bem substanciadas, sonhava casar e ser futebolista. Como prova da sua paixão, pegou fogo ao cabelo da sua amada durante uma aula. Pela primeira e única vez na vida, ganhou o cabelo ondulado que tanto almejava, apenas na nuca o que lhe dava um ar muito faschion.

O pai, que observava de longe o cortejo de seres raros escolhidos a dedo pela sua filha. Profetizou: Está miúda é melhor ficar quieta que não acerta uma. Mais vale arranjar um animal de estimação.

Anos passados, cão e gata como pertença, a profecia auto realizou-se.

 

Maria João em recobro

 

publicado por mulheresforadehoras às 13:57
link do post | comentar | favorito
|
Domingo, 16 de Maio de 2010

Noticia de ultima hora - Cupido RIP

 

 

 

 

O Cupido morreu, a autopsia atestou que tal foi resultado de hipotermia, estado agravado por voracidade de sonhos e má pontaria.

 

 

 

 
"frankly my dear, i don`t give a damn" - vulgo toma e embrulha
Maria João Pós Romantica
publicado por mulheresforadehoras às 21:04
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Sábado, 15 de Maio de 2010

Tai

A Tai (senhora em madarim) é a que se encontra mais à esquerda, perto do focinha da mãe. É a menos agressiva do grupo, não é nada territorial e é tremendamente carinhosa, adora mimos. Pensa que é gata, influências da sua amiga Maria da Luz. Adora passear no carro com o rosto ao vento.
Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 23:35
link do post | comentar | favorito
|

Romantismo masculino/Toda a verdade sobre a mente para-normal do macho - 1

 

Devido ao acesso de uma crise de dislexia aguda provocada por um erro ortografico grave que me fugiu entre o teclado, sim que eu não erro apenas dou erros de ortografia. Decidi comunicar apenas por imagens, videos ou musicas.

 

Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 21:18
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|
Quarta-feira, 12 de Maio de 2010

Ser inebriante portuga

Após uma semana impar de demonstrações da unicidade e quiçá grandeza da alma lusa. Auscultei as profundezas do meu ser (inebriante) e conclui: Em mim, também, palpita um pequenito guerreiro lusitano e uma patriótica padeira de Aljubarrota, talvez os dois escondidinhos, em alegre brincadeira, atrás das luzes provocadas pela intensa actividade das minhas sinapses. Sim, eu também sou Portugal!  

 

Maria João

 

 

publicado por mulheresforadehoras às 02:00
link do post | comentar | favorito
|
Terça-feira, 11 de Maio de 2010

Quem tem uma Tia assim não precisa do Papa para nada!

 

Ao fundo o som de um martelo em fúria. A minha Tia é uma artista, faz jóias absolutamente fantásticas. Imagino-a de óculos de soldador em cima do cocuruto. 

A sua imagem de marca são os óculos. Tem uns de escafandrista para cortar cebola e outros do estilo o diabo veste brada que lhe dão inegável charme.

Tinha interrompido o seu processo criativo com mais um dos meus telefonemas existencialista:

- Tia, não estou bem! (voz alucinada)

- Que se passa João! (verbo de uma paciência milenar)

- Estou angustiada, muito angustiada…Qual o significado da vida? (clamor de alucinada carpideira num remoinho de um ataque de nervos)

- João, o significado da vida é não ter significado nenhum! (voz calma de sapiência secular com uma pitadinha de riso)

- O meu Pai disse o mesmo! (tom impaciente)

- É uma resposta completa e profunda! (nota dita em riso secular)

- Pelo amor da santa, quero algo mais! Não pode ser como a porca com orelhas. (tom em riso de alivio de quem encontrou o pé no mar alto)

A porca com orelhas é algo que se deve ter em casa pelo menos em número par, fundamental para resolver situações de emergência. Tal desiderato foi criação da minha Tia, trata-se por tanto de um dogma familiar.

- Tu pensas demais, a maioria das pessoas passa uma vida santa sem questionar nada. Tens de simplificar!

- A Tia acredita em algo?

- Acredito. No ácido acetilsalicílico, panadol e na rena! (voz de riso de menina traquinas)

- A rena?

- A rena Rodolfo do Pai Natal, só essa!

 

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 23:37
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
|

Viagem extra sistema solar

 Família nuclear simples. Mãe possuidora de uma direcção genética em parafuso - DNA em formato de serpentina de Carnaval - biologicamente rara e culturalmente pioneira, acompanhada de jovem criativo e patudo, nos primeiros estertores da adolescência, gata espécie sobrevivente e cadela problemática. Desejam fazer parte do primeiro grupo de colonizadores de um planeta distante de preferência extra sistema lunar.

Sem bagagem.

Não enjoamos. 

 

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 23:09
link do post | comentar | favorito
|
Segunda-feira, 10 de Maio de 2010

Umbilīcus

 

O umbigo encontra-se subestimado e desvalorizado. É algo tremendamente bonito, seja ele de que jeito for. É um ponto que nunca se esquece. Fica bem a todos. Existem umbigos, umbiguinhos, umbigões, embigos e imbigos. É uma depressão arredondada que nunca deprime. No seu sentido primitivo era uma elevação, uma proeminência. A evolução do conceito devesse a cadência das hérnias umbilicais, isso é engraçado e faz-me sorrir.

O Adão e a Eva não tinham umbigo, o que por si só é um péssimo começo.

É um ponto de início obrigatório para uma pintura de canetas de feltro. Um centro unico e repleto de personalidade. Não existem umbigos iguais.

A nível do subconsciente o umbigo simboliza o centro do corpo, inconscientemente identifica-se com o centro do cosmos (inventei agora, pelo menos é verdade para mim e para o meu inconsciente). Sendo mais comedida´(refreando a psicóloga selvagem que existe dentro de mim) o umbigo simboliza a nível profundo o zénite de um território íntimo com raízes familiares…Vila Real de Santo António, Cacuaco, San Lucas, Chaves, Lua, Júpiter, Planetas de outras galáxias etc e tal.

O meu umbigo é algo bailarino, saltitante por outras palavras extraterrestre.

 

 

Maria João (composição da quarta classe sobre o umbigo)

 

 

Descobri recentemente o mundo maravilhoso das imagens no meu blog. Fica lindo, catita, mais bem rematado.

publicado por mulheresforadehoras às 12:48
link do post | comentar | favorito
|
Sexta-feira, 7 de Maio de 2010

O mundo maravilhoso e secreto da mulher em Team Work

  

 

Resolveram, após varias Reuniões de Brain Storm (definição: RPN – reuniões para porra nenhuma) colocar em prática algo inteiramente novo! Trabalho de Equipa ou mais pomposamente Team Work.

O Force Group era composto por:

- Dois tontos, que aproveitariam sabiamente a ocasião para dormir à sombra da bananeira (compartilhar via e-mail vídeos de gajas nuas);

- Uma tonta, vítima identificada para o honroso papel de trabalhar que nem uma mula de carga.

- Um chefe que descobriu nesta fórmula a possibilidade de poder colocar a culpa nos outros (caso do resultado ser uma cagada em três actos) e ficar com os louros (se a idiota vendesse os neurónios ao diabo).

 

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 13:57
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
|

O mundo maravilhoso e secreto da mulher

O Agente da Lei pediu para ver a documentação. Ela agarrou na mala e solicitamente a abriu. Retirou a carteira, da carta de condução nada, espreitou…espreitou e o milagre não se deu! Sacudiu entusiasticamente o seu interior, tacteou com os dedos enquanto olhava para a autoridade com ar de menina sensata.

Despejou o conteúdo para o banco. Porque o silêncio era solene o preencheu com a frase pateta: As malas das mulheres divergem das dos homens porque possuem um interior mais rico…desenhou um riso amarelo. Em jeito de troque de magia surgiu uma escova de dentes com pasta seca, telefones vários (alguns estragados), mini secador de cabelo com o cabo ruído (obra de uma gata), meias de vidro, pedrinhas e objectos sem sentido, pinturas várias, brincos desemparelhados, bilhetes de teatro, metro, cinema e museu guardados como recordação (não se sabe bem do que), uma fita do senhor do Bomfim desbotada, papelinhos com recados já amarelecidos, fotos, dois pokémons, tazos, umas caixa de panasorb vazia (sempre vazia), baton esborrachado, uma multa de estacionamento, lápis dos olhos sem ponta, anéis, cromos da selecção, um tacão de sapato, perfumes de oferta, chaves várias para abrir portas várias cuja fechadura correspondente se desconhece, canetas sem tinta, trocos espalhados, pacotes de açúcar abertos etc e tal.

Olhou para o agente e acrescentou: O mundo de uma mulher é fascinante. É um homem cheio de sorte, o poder vislumbrar é coisa única! Mais um pouco e sai desta cartola uma maquina de lavar loiça…da carta é que nada, tenho pena! Mas o senhor oficial não se preocupe ela está certamente em casa guardadinha numa caixinha do chinês onde guardo a papeladinha importante! Sou muito ciosa com esse tipo de documentação!

 

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 12:34
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Contador

Condos
Cell Phone Family Plans
blogs SAPO

.subscrever feeds