Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Terça-feira, 23 de Setembro de 2008

Tenho Dito

Ao longo da minha existência tenho conhecido homens bons, não me posso queixar, invariavelmente eles surgem onde menos o mundo esperava, e certamente onde as convenções segundo as quais fui criada me ensinaram a nunca procurar. Vou ser mais explicita encontrei alguns em homens cadastrados. Um deles, tipo picnico, compacto e musculado, cabelo rapado e olhos de criança me brindou com uma frase que tenho colada em mim: “um homem não entra em desespero”, pelo que me contou a dizia vezes sem conta ao seu filhote, menino de 5 anitos algo nervoso. Demorei muito tempo a entender algo absolutamente simples, ao contrário do que diz o saber popular não é o "hábito que faz o monge”, o selo de qualidade humana não se lê nos fatos Armani, gravatas de seda e sapatos italianos. Ela surge do íntimo do ser, não está ligado ao berço de ouro, nada tem nada haver com o passado de cada um, muito menos com os erros estúpidos da adolescência. Encontra-se sim ligado à capacidade do ser se transcender, resgenerar, reinventar, de entender os seus limites e fraquezas, e pedra sobre pedra tentar a todo o custo ser melhor. Os homens bons cometem maus passos e arrependem-se os outros esses nunca admitem erros e nunca se questionam. Tenho dito!
Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 10:40
link do post | comentar | favorito
|

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Contador

Condos
Cell Phone Family Plans
blogs SAPO

.subscrever feeds