Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Quarta-feira, 6 de Maio de 2009

Faz Sol

 

Hoje sinto-me estranhamente leve.
Poderia até arriscar dizer que a vida corre-me bem.
Tenho um trabalho onde ganho medianamente, mas isso não é de todo um problema.
Estudo coisas estranhas que gosto e me preenchem.

Escrevo livros que não são um sucesso mas me fazem bem.

Leio livros que me deliciam.

Faço lenços de seda com estampagem oriental – Plagi e Tritik.

Tenho um dom especial para a pintura.

Sei dançar divinamente kisomba de musseque.

Sou modesta eheh

Tenho projectos pequenitos, mas plausíveis.

O meu filhote vai ser certamente um bom homem, é um excelente menino.
Tenho poucos, pouquinhos, mas valiosos amigos.
Bastantes conhecidos, alguns simpáticos outros nem por isso, mas estes também nos preenchem a vida certo?
A minha família está mais ou menos bem, mas na família nunca nada está sempre bem.

A minha gatinha Maria da luz é absolutamente carinhosa.

As flores da minha mini estufa floriram e estão frondosas.

O homem que trabalha na estufa tem uns olhos do além.

Oiço boa música no carro e tomo banhos de emersão.
Não tenho nenhum amor não correspondido, nem sinto falta de alguém para me preencher ou justificar.
Adoro a casa onde vivo, tem luz e boas vibrações e até se vê o mar.
Hoje está sol.

E começo por dizer que estou estranhamente leve.
Pergunto-me se não nos habituamos a viver demasiado as sensações negativas.
Se não nos habituamos demasiado a valorizar o que não está bem.
Todos nós buscamos a felicidade, faz parte da condição humana querer estar bem.
Então questiono-me porque é que não nos sentimos bem a maior parte das vezes.
Hoje sinto-me bem, nem feliz nem triste, sinto-me bem e sinto-me viva, não bastará isto?
Um dia disseram-me que se não criarmos ilusões com certeza não nos podemos desiludir.
Gostava de viver assim mais vezes. Sem que o que poderia ser mau me afecte e o que está bem me preencha e me faça sentir como estou. Leve.

Não deixa de ser um pouco estranho, mas é sem dúvida muito bom.

 

 

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 11:39
link do post | comentar | favorito
|
17 comentários:
De 899 a 6 de Maio de 2009 às 12:46
O sol encheu de luz este post.
De mulheresforadehoras a 6 de Maio de 2009 às 14:42
Obrigada pelo comentário simpatico :-) Pena o seu nome ser um numero, modesto com poucos digitos :-)
De qualquer forma para mim terá a graça de ser o Senhor ou Senhorita Piropo! :-) (verdade excente a sua escrita...fascinante)
De 899 a 6 de Maio de 2009 às 17:55
Esse "seu" e "senhor" (sim, o número é um, não uma) são de uma solenidade...

E "Piropo"... arranje-me (vê, também sei...) outro.
De João Santos a 6 de Maio de 2009 às 16:27
Usurpando a a famosa palavra utilizada por Paulo Bento, viva a "tranquilidade"!
De vez em quando, sabe bem!
João
De mulheresforadehoras a 6 de Maio de 2009 às 16:34
Obrigada João Santos, bem vindo ao meu mar de tranquilidade (desconheço o do Paulo Bento :-))
Bem vindo a bordo!
Maria João
De João Santos a 6 de Maio de 2009 às 16:38
Não tem de quê!

João
De mulheresforadehoras a 7 de Maio de 2009 às 10:20
Feiticeiro não existe a ilusão no meu estado de espirito, apenas a constatação que as coisas boas na vida são as mais simples, e que devemos agradecer todos os dias, através de uma saudação a Deus, um sorriso, ou apenas um aplavra amiga o facto de estarmos aqui, hoje, vivos e cheirando o café, aquecendo com o sol e sentindo a companhia de gente boa.
De mulheresforadehoras a 7 de Maio de 2009 às 10:26
Caro Piroposinho melhor dizendo Shiva pensei que era uma Senhora porque os textos do seu blog, muito ao jeito de Anais Nim, mostram uma sensibilidade muito feminina, acredite é um cumprimento um elogio sincero. É bom demais saber que existem homens que vivem a sexualidade de uma forma tão terna, de um erotismos repleto de ternura e suave, como veludo. Meus Parabêns, fico feliz por saber que existe Shiva e pode ter forma humana. :-)
De Sabina a 7 de Maio de 2009 às 12:26
Bolas, eu não sei fazer lenços nem dançar kisomba.

( mas aprendi ponto cruz e danço 2 vezes por semana dança do ventre)

És a maior :-) Que tenhas muitos dias iluminados como este.

De mulheresforadehoras a 7 de Maio de 2009 às 18:46
Andamos desencontradas (ou não): eu danço kizomba(vou com a João, a quem ensino, por sinal, uns passos algo estranhos que fazem um enorme sucesso!) e agora comecei a fazer dança do ventre... Não faço lenços, nem ponto cruz, mas tenho um dom para tratar de plantas e de gente "estranha"...

zeliaN
De Sabina a 7 de Maio de 2009 às 23:14
Pior do que não dançar kizomba foi tê-la escrito mal.
As plantas morrem todas na minha casa ( cactos incluidos) mas os animais ( o meu e os que vêm cá de passagem/visita) são todos muito felizes aqui.
Estou no bom caminho, não??
De mulheresforadehoras a 8 de Maio de 2009 às 10:58
Todos com quem a bicharada se sente bem (sobretudo os gatos) estão, decididamente, no bom caminho!
Vamos dançar todas, um dia destes?

Zélia
De Sabina a 8 de Maio de 2009 às 23:03
Heiiiii.....

Eu disse que dançava, não disse que dançava bem e muito menos que sabia dançar. Se quiserem passar por um momento verdadeiramente embaraçoso por mim tudo bem, vamos lá.

Mas vão por mim minhas amigas: a minha professora de dança de ventre enrola-se muitas vezes no véu só para se rir (discretamente, acha ela) da minha falta de jeito. Ainda hoje a fazer um passo qualquer consegui enrolar o véu à volta do pescoço, prender os braços e tropeçar nos meus pés tudo ao mesmo tempo.

Ainda me querem levar a dançar?
De mulheresforadehoras a 10 de Maio de 2009 às 17:35
Mais ainda, menina. Isso, misturado com umas caipirinhas, vai ser de rir...Dançar é isso, querida é curtir a música esquecer o resto e que se lixe a técnica! jinhos.


Zélia
De marla martins a 11 de Maio de 2009 às 15:23
Desculpem, mas eu concordo com o Feiticeiro. Isto de apagar posts não é democrático. A democracia é um sistema politico que tem como uma das suas grandes vantagens a liberdade de expressão! E essa liberdade de expressão é sempre enriquecedora...por exemplo. costumo correr blogs e ler os comentários, são sempre mais reveladores que os posts (calculados e medidos para passar uma imagem). Os comentários são frescos, espontâneos , ao correr da pena, perdão do teclado...Por isso, deliciada estava com o vosso Feiticeiro. O anonimato fascina-me porque as pessoas julgando-se cobertas, revelam-se. Feiticeiro diz-se, assim, delírio de omnipotência tem o que é o mesmo que dizer que podemos diagnosticar um complexo de inferioridade. Enfim , nisto sabemos que a verdade é sempre o oposto do exposto. Depois tem problemas com as mulheres, com a idade delas e com a felicidade em geral. Diria que meu caro Feiticeiro, ou és macho frustrado de sexualidade periclitante, ou és mulher ressabiada. E por aqui vou, diria que conheces a Zélia e a Maria João que elas te intimidam e que te sentes inferior, que sendo mais nova atacas com a única arma que julgas possuir...a idade. Diria mais, foste preterida por uma delas.. lol . Afinal, feiticeira sou eu! E tu és balzaquiana, porque se alguma vês tivesses lido Monsieur Balzac saberias que as Balzaquianas tem 30 anos, o teu caso portanto. Espero que com esta te fiques, porque da próxima vez chamo-te pelo nome e fica tudo esclarecido, em aguas límpidas e mares calmos. Parabéns pelo blog, é sempre bom ver mulheres a exporem-se e a falar de sentimentos. No feminino. Isto é o que vos distingue das galinhas...feiticeiras...que como boas bruxas saberão que o que disserem e desejarem para elas voltará, porque a elas pertence e é o que elas são.

Marla Martins
De mulheresforadehoras a 11 de Maio de 2009 às 21:22
Feiticeiro hermafrodita desculpa mas sem~querer apaguei o teu comentário tão engraçada. Em nome da liberdade de imprensa em geral e do bom humor em particular, peço-te, por favor que o voltes a colocar.
Bem-hajas Maria João

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Contador

Condos
Cell Phone Family Plans
blogs SAPO

.subscrever feeds