Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Segunda-feira, 1 de Março de 2010

A destrutividade humana

"A agressividade é uma qualidade saudável ao alcance de todos os animais. Por isso, a agressividade humana representa, muitas vezes, penso eu, o melhor anti-depressivo do mundo. É claro que me refiro a sentimentos de agressividade  que se "soltam" em nós (mas que, não causando danos irreparáveis a terceiros, trazem, até, motivos para que, "atrás" de um pedido de desculpas, a nossa relação com eles melhore). Por outras palavras: a agressividade é um género de sistema imunitário que (ao proteger-nos) defende o melhor de nós. (A propósito disto recomendo vivamente a leitura de um livro, para mim obrigatório - " A Agressão - uma  história natural do mal ou para que é que o mal é bom" de Konrad Lorenz

 

A agressividade compulsiva (o vandalismo) ou aquela que, primeiro, se rumina e, depois, se exprime com frieza (a violência), já não são agressividade... mas destrutividade. Representarão elas uma característica da natureza humana, como se fosse um instinto mortífero que existe em todos nós? Não creio! A destrutividade faz parte das pessoas que vivem viradas unicamente para si, "enquistando " as suas dores e fantasiando, com megalomania, acerca das suas competências. É uma forma de imunodeficiência adquirida que, ao defender-nos, desconfiadamente, de tudo, nos afasta do melhor de nós.

A destrutividade humana não surge só sempre que se usa a força sobre a razão: há quem manifeste uma racionalidade aparentemente inatacável e que, nas suas relações pessoais, sem nunca perder a "razão", vandalize e violente. Também não surge pela falta de grandes causas. Um inimigo comum é, pelo contrário, uma espécie de "grande causa" ou de "bênção" para quem está mal consigo: tendo quem personifique o "mal", uma pessoa doente alivia-se de tudo o que, de mau, terá dentro de si...

 

 

ZeliaN

publicado por mulheresforadehoras às 13:01
link do post | comentar | favorito
|
5 comentários:
De Gastão a 1 de Março de 2010 às 20:18
Vocês devem ser umas frustradas do caraças, estão sempre mal com a vida. Arrajem um Homem para ver se acalmam.
De mulheresforadehoras a 2 de Março de 2010 às 02:44
Profundo! Faltava um Exemplo demonstrativo. Obrigada!!


ZeliaN
De mulheresforadehoras a 3 de Março de 2010 às 16:03
Amiguinha é bom saber que tenho a tua ajuda para lutar contra essa pessoa doente ou besta (parece-me mais acertiva a palavra besta). Excelente post!!! :-)
Maria João
De Gastão a 3 de Março de 2010 às 22:11
Olha linda, não cuspas para o ar que te pode cair em cima. Doente?. Só escreves é merda.
De mulheresforadehoras a 3 de Março de 2010 às 22:49
Gastão não sei quem você é, mas como sou um ser de espírito generoso e abnegado achei por bem dar-lhe uma palavra amiga em vez de ir apanhar gafanhotos - algo que não entendi mas percepcionei como sendo a frase de remate, o derradeiro golpe para eu ficar KO, quiçá prostrada perante tal eloquência!
Caro Gastão após alguma reflexão conclui que das duas uma; ou é masoquista e pelo tanto se auto pune vindo aqui (sendo a minha escrita uma espécie de chicote para você se vergastar e assim subliminar o seu impulso) ou é pago para ler este blog (uma espécie de critico literário dos pobrezinhos).
Se for o primeiro caso, aqui vai um conselho de amiga existem clubes sadomasoquistas, crie elos nesse mundo, seguramente vai ter mais prazer. No caso de ser um crítico literário frustrado tente a revista Maria, acho que a sua prosa arrojada e directa, algo telúrica ira fazer estremecer as leitoras.
Beijinhos Zen
Da amiga Maria João

Comentar post

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Contador

Condos
Cell Phone Family Plans
blogs SAPO

.subscrever feeds