Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Segunda-feira, 5 de Março de 2007

"Você já é dono de um banco?" Ou "Que riqueza querida!"

Jà um bocadinho cansada de ouvir e ver escrita, em todo o lado, a célebre frase de "Você jà é dono de um banco?", dirigida, ofensivamente, ao comum dos tesos portugueses, que os únicos bancos que ainda vão podendo ter são os da cozinha, pensei de mim para comigo: "Esperem aí que jà vos lixo! E resolvi, mesmo, criar o meu próprio Banco: É  fácil! É barato! E sabe mesmo bem!

Infelizmente, a minha técnica de criação de um Banco particular é mais vocacionada para as mulheres, mas talvez seja passível de adaptações para os cavalheiros (aceitam-se sugestões).

Portanto, meninas vamos a isso:

Da próxima vez que ouvirem um piropo, guardem-no! Levem-no à letra - e para o banco, onde poderá render-vos juros! Isto é válido para piropos no local de trabalho ou na rua, quer venham de amigos, de namorados, de desconhecidos ou trabalhadores das obras que assobiam. É fácil e divertido criar um Banco de Piropos próprio. Basta encher um pequeno ficheiro com cartões e inserir separadores com o nome dos vossos mais fascinantes atributos, como por exemplo:

O meu cérebro

O meu rabo

O meu sentido de humor

As minhas mamas

O meu estilo

As minhas pernas

O meu andar

O meu sorriso

O meu cabelo

As minhas outras coisas todas

 

Sempre que receberem um novo elogio, anotem-no numa ficha e depositem-na no vosso banco de piropos. Este deve estar sempre à mão, na vossa secretária ou atrás da sanita, por exemplo. Quando se sentirem em baixo ou com dúvidas acerca de vós próprias, consultem o vosso extracto bancário. Uma rápida vista de olhos pelos vossos piropos encher-vos- á de amor-próprio e talvez mesmo de uma pitada de luxúria-própria .

  Jinhos

zelian

sinto-me: Um pouco excêntrica
publicado por mulheresforadehoras às 23:20
link do post | comentar | ver comentários (3) | favorito
Sexta-feira, 2 de Março de 2007

Uma atitude vitoriosa!

Muito entusiasmada por ter recebido um comentário (tão positivo) ao anterior Post (caramba, sou absolutamente novata, quase virgem, nestas "andanças"!), resolvi expôr mais algumas "dicas" (não sei se soa muito ameaçador), acerca de como não entrar em "estress", com excessiva facilidade. Estas duas têm mesmo resultado garantido!

Aqui vão:A ideia que temos da vida depende tanto da nossa atitude como da realidade. E isso é óptimo! Uma atitude pode mudar-se mais depressa do que outra coisa qualquer - e à borla!

Como ajustar a atitude

Terapia da dança

Há manhãs - por muitos relatos enérgicos que tenhas feito nos últimos tempos - em que, subitamente, acontece! Acordas para o lado errado, a sentires-te a última das criaturas! Podes voltar para a cama ou aturar o teu péssimo humor a dia todo - ou agir e alcançar a felicidade dançando! Esquece os afazeres matinais, põe a tocar uma música feliz e desata a sacudir-te! Dança pelo quarto, até uma grande energia te envolver/penetrar! Continua a dançar até teres um sorriso no rosto e o ritmo no rabo! É o teu ponto de força e manter-te-á em carga todo o dia. Mas cuidado, não vás apanhar um choque!

OH Na Ri Na! Oh! Na Ri Na!

Terapia do sorriso

Quando estiveres particularmente intratável, irritável e insuportável, desata a sorrir a tudo o que te aparecer pela frente. Crianças, animais e adultos de todos os tamanhos responder-te-ão, também, com um sorriso, o que te trará um certo bem-estar. Mas o mais fixe de tudo é isto: se sorrires muito, quando te sentires profundamente aborrecido ou deprimido, vais achar que estás completamente doido, o que é uma loucura, mas sempre é divertido, para variar, e sem dúvida contribuirá para que te sintas muito melhor!

Trabalho dentro de uma prisão e garanto-vos que esta técnica resulta mesmo! E, para mais, deixa os outros, muito mais bem dispostos (apesar de, provavelmente, pensarem que sou um pouco louca).

zelian

música: OH Na Ri Na
publicado por mulheresforadehoras às 20:46
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 1 de Março de 2007

Relatos enérgicos para aqueles inevitáveis momentos de tédio-Técnica IStar

Enfastiada por tantos momentos de tédio, que se acumulam no dia-a-dia, resolvi tomar algumas medidas que, acreditem ou não, tem dado algum resultado, quiçá melhor que os vulgares anti-depressivos, tão na moda e sem os respectivos efeitos secundários.
Apetece-me, hoje, partilhar uma das minhas técnicas mais eficazes e relativamente simples. Basta um pouco de imaginação!
Consiste, basicamente, em se ir fazendo o relato entusiástico dos momentos mais monótonos de cada dia e, em pouco tempo, isto faz-nos sentir uma autêntica estrela!
Passo a exemplificar:
 
 
"A tensão é grande aqui, nesta Grande Prova de Surf-Individual-no Sofá de Sexta à Noite!"
 
 
"Tudo pode acontecer, é a Prova da Esfregona em Estilo livre!"
 
 
"Obrigado por assistirem à Competição Internacional de Saltos Individuais para a Cama!"
 
 
"Sim, é a contagem final do Fazer-as-Malas para Não sair de Casa!"
 
 
"Já a seguir o grandioso Jogo do Ainda-Não-Foi-Desta-Que -Me-Convidaram-Para-Um-Programazinho-De-Jeito! Não vão acreditar no que se vai passar diante dos vossos olhos!"
 
 
"Sim, é o Combate mensal Frigorífico-Rama, em que o vencedor derrota a podridão e o bolor!"
 
 
"Bem-vindos à emocionante Prova Final de Jogar no Totoloto sem Prémio!"
 
 
"Não perca a nossa transmissão especial, Via Satélite, do Comer-Encostada-ao-Lava-Loiça!"
 
 
"Descontraia-se! Chegou a hora da Supertaça de Cereais-ao-Jantar-Outra-Vez!"
 
 
"Veja em directo e ao vivo como a nossa Graaande Artista passa de um dia para o outro!"
 
 
"Se não tem um coração frágil, está convidado a assistir à emocionante e perigosa aventura de Escrever-no-Blog-à-Falta-de-Melhor-para-Fazer! É electrizante!"
 
 
etc.
 
zeliaN
 
 
música: do Indiana Jones, no minimo!
publicado por mulheresforadehoras às 21:59
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

Amante freelancer

 

No café, ele falou desanimado acerca do seu casamento de função pública; tabela pré determinado para fazer amor, horário de saída e entrada, zero de motivação e paixão, pintalgadas por umas escapadinhas quando o “chefe” não está a ver, uma coisa certinha, estável mas sem graça. Dissertou sobre a sua ambição de fugir daquilo tudo, ela não acreditou na determinação do colarinho branco, conhecia de cor e salteado o discurso dos mangas-de-alpaca e o pretenso patetico engodo que o mesmo encerrava. As relações dela nos últimos anos tinham sido a recibo verde, e na realidade interrogava-se se já não tinha virado freelancer no plano afectivo, com toda a precariedade e adrenalina que tal envolvia.

Maria João F.

publicado por mulheresforadehoras às 11:13
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds