Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Quinta-feira, 25 de Junho de 2009

Convocatória

A 6ªa feira é um dia especial no Zaafran, thaali é a especialidade recomendada. Uma opção que permite a degustação de quatro pratos e sobremesas divinais, gelados de manga, pistachio e gengibre. Durante a refeição existe um momento de singularidade apatetada de danças orientais (algo escusado, mas enfim acontece!). É uma inspiradora, económica e intimista, viagem pela Índia, solução para quem ainda não reuniu o dinheiro suficiente para ir a Goa.

Minhas queridinhas amigas e estimada irmã lanço assim o repto, eu indico o caminho e vocês generosas e boas entram com a massa. Já agora, para criar mais solenidade ao momento o traje é indiano. Repito traje indiano: Zélia aquele fato de tigreza é divino mas não é temático contudo abusa no decote (sempre somos mais bem servidas), e Maninha esquece o lenço na cabeça (ficas ridícula, não foi isso que a nossa avozinha nos ensinou, e no caso de uma operação stop vão pensar que viemos fugidas de uma festa revivalista dos loucos anos 60) mas abusa também no decote, sua maluca patriota!

Já agora nada de levar homens sem passarem pelo meu apertado crivo! Esta é para ti especialmente querida maninha, tipos que pensam que “dura lex, sed lex" é um slogan de uma famosa marca de preservativos não são boa companhia (limita-te a engolir o sapo, nada de retaliações, como sabes sou mais novinha que tu, muito frágil e sensível a criticas, não vais querer que chore?!).

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 15:24
link do post | comentar | favorito
Segunda-feira, 22 de Junho de 2009

Cultura "pagonica" de uma alma iluminada e os milagres do Pronto

Colega sorrindo:
– Estas férias vou a Barcelona!
Eu embalada com o meu espírito de divagação e bons palpites (resumindo sendo generosa e boa!).
- Aproveite e passe pela Montanha de Montserrat, é um local magnífico, arrebatador, parece um dragão adormecido repleto de escamas (nesta altura falava entusiasmada fazendo largos gestos com as mãos para melhor descrever o meu encantamento pelo sítio em questão). O Mosteiro na base da montanha tem uma imagem da Virgem Negra fantástica (neste momento além do ar também tinha um olhar alucinado misto de paixão e loucura, de quem estava transportada telepaticamente para o local em causa!).
O cromo abre os olhos, põe a mão no queixo e debita sabedoria:
- A Virgem Negra, sim..sim…ouvi falar dela! É o lado negro da Virgem Maria, escorraçada pelos Romanos….(longo silencio!)… estou a fazer confusão, essa era Maria Madalena, bem tanto faz, era uma imagem pagonica…(longo silencio!)…era Maria mas como a imagem foi deixada ao abandono o pó acumulou-se e ficou assim! Escurinha! É uma pena quando as coisas são deixadas ao desleixo.

Pensei:

- É isso é...na proxima levo um paninho e limpo! Deus me livre e guarde!!!!

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 17:15
link do post | comentar | favorito
Quinta-feira, 18 de Junho de 2009

Falta de mediatismo

 Assim com Jesus Cristo, todos também somos capazes da ressurreição! Não será é logo logo ao terceiro dia (eu pessoalmente demoro 5 dias a renascer!). Não surjo com longas vestes brancas, as mãos abertas em sinal de abraço caloroso e um séquito de apóstolos aplaudindo a proeza. Existe mais contenção, menos mediatismo, diria mesmo algum recato. Bem vistas as coisas também ninguém dedicará um feriado à façanha, escrevera copiosamente sobre o assunto para o deixar para a posterioridade e o imortalizar, ou falará de tal acontecimento como se de um milagre se tratasse:

Versículo XI segundo a Apostóla Maria Bethania;
“Segundo as escrituras, após o 5 dia, Ela saiu do seu estado de coma auto induzida, qual bela adormecida remelenta. Levantou-se do seu leito e arrastando-se penosamente para o duche tomou uma banhoca, passou o corpo com creme esfoliante de maracujá, lavou o cabelo com champô de estratos de amêndoas doces ficando com os olhos a arder no processo, seguindo o ritual de purificação com um creme amaciador de frutos exóticos. Passou leite de coco pelo corpo de marca emergente/produto de linha branca, polvilhou-se com pó talco Beautiful, pintou-se de olhos fechados fazendo uma borrada em vários actos (Waterproof eyliner pencil da Clarins, lash queen HR e uma panoplia estranha de sombras de ojos en crema colores metal). A Santa Maria João saiu do WC com uma pintura de palhaço no rosto ensonado e agora tomado de uma cor circence vermelho rubro por conta de excesso de  fond de teint fluide unifiant longue tenue da LÒREAL. Disse impropérios contra meio mundo e o universo em geral. Deu um chuto no entorpecimento metafísico e duvidas existências e saiu para a vida, tendo o cuidado de antes de fechar a porta da casa dar comida à sua gata!”.
Fazemos tal transcendência sem cunhas do além, sem coro de anjos anafados e papudos com refegos nas pernocas, apenas com uma panóplia de livros de auto-ajuda, artigos de revista, canções de self empowerment e palavras de circunstância com pancadinhas nas costas de alguns amigos e com conselhos sábios como o de Odmira que de resto é o maior do país.
Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 09:48
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Domingo, 14 de Junho de 2009

Zás Trás

 

Porque é Verão! Porque estou apaixonada pela vida! Porque o mundo é maravilhoso! Porque tenho luz!... me sonho, me reinvento!
Crio uma outra paleta para os meus dias, a que eu quiser! Com cores de criança sonho um arco-íris de pernas para o ar. Com olhos arregalados de menina diabrete vivo dia a dia como se tivesse acabado de nascer…porque me espanto…porque me encanto…!
Repito, porque posso reinventar-me! Porque sou dona do meu umbigo e é bom demais pinta-lo! Porque é gostosa a vida a cada dia que passa! Porque sabe bem ver pirilampos e sorrir!

Porque o certo e o errado sou eu que o decido! Porque, está decidido, na próxima vez que amar ele será o meu melhor amigo, isso ou nada! Porque cansei de dormir com o inimigo, por mais cristão que tal seja, não sou a Madre Teresa de Calcuta Cosmopolita, muito menos a Caritas do coração! Porque sou ecuménica e acredito na Deusa Tripla!

Porque a partir de hoje, zás zás trás trim trim blim blim abracadabra, quero dar e receber em igual porção, quero-lhe pintar o umbigo com canetas de tinta de feltro, quero que ele seja uma pizza 4 estações, sangria de frutos silvestres e principalmente manta de cachemira no inverno ou pano fresco pintado com Batick para o verão!
 
 
P.s: Insights após 8 horas de aulas de massagens ayuvedricas e centros energeticos ao rubro.
 
Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 19:45
link do post | comentar | ver comentários (4) | favorito
Quinta-feira, 11 de Junho de 2009

Lágrimas

 

É uma lágrima, uma lágrima gorda, carregada de tristeza, corre no meu rosto rápido, veloz com vergonha de ser descoberta, é morna, salgada e doce. De seguida surge uma e outra, riacho que desagua entre soluços. Faz os meus olhos bonitos, ficam raiados de toda a dor que liberto, ficam verdes musgo, verdes fraga, ficam ancestrais, são pertença de uma constelação distante. A dor é de uma corrente perdida no tempo, vira água de riacho cristalino. Fico vaidosa quando choro é sinal que sinto e sentir é o que me faz humana, isso e o humor e o amor, vai dar tudo ao mesmo!
 
Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 21:56
link do post | comentar | ver comentários (5) | favorito
Segunda-feira, 8 de Junho de 2009

Cresci

 

Domingo passei-o por inteiro no curso das massagens ayuvedricas. Não julguem que é simples esta arte. É necessário saber os marmas, os tipos de temperamentos, as raízes dos chakras e um role de palavras estranhas em sânscrito, que dão toda uma aureola de sabedoria e sapiência milenar. A minha amiga Zélia resolveu contar ao formador, um tipo enorme com os seus cinquenta e tal anitos, que envergava apenas umas cuecas a imitar camuflado (o mundo da lingerie masculina é um espaço deverás intrigante e nem sempre bom de descobrir) que eu sofria de um mal raro, diagnosticado na aula anterior, por ela, uma recentemente investida curandeira Hindu – as omoplatas coladas.
Resultado, o mestre pegou em mim, sacudiu-me de um lado para o outro, enquanto dizia descontraia… descontraia….esvazie o pensamento…relaxe…relaxe!!! Tudo isto feito perante uma turma de curiosos iniciados, que seguiam as artes circenses tirando notas. Tentei abstrai-me do patético da situação, de estar a ser sovada com a minha autorização por um gorila de cuecão verdejante no melhor estilo fashion Rampo. Sem conseguir dar dignidade à situação, lá ia e vinha, o pescoço era puxado e torcido, as costas prensadas com os joelhos, sacudida como insecto nas mãos de uma criança com desvios comportamentais. Sou apenas uma cobaia, ele disserta sobre a activação e alinhamento, purificação dos Chakras, das 7 camadas do Campo Aurico e etc e tal. De súbito sou erguida no ar e se ouve um bruto estalido (klak...klak...klak) acompanhado pelo meu berro de dor e a exclamação dele de puro contentamento – “a sua omoplata não estava presa, você é que é muito tensa…sabe ando nisto há muitos anos!!!”. O público aplaude entusiasmado, eu educadamente agradeço com uma vénia, e gabo o excelente serviço dando graças a Deus por estar viva.  
Saí das aulas com a convicção que passei por um ancestral ritual de passagem para um cristão crescer uns centímetros. Acho…só pode ser essa a explicação!
 
 Maria João
publicado por mulheresforadehoras às 19:58
link do post | comentar | favorito

Relatos Enérgicos - Repetição Necessária

Enfastiada por tantos momentos de tédio, que se acumulam no dia-a-dia, resolvi tomar algumas medidas que, acreditem ou não, tem dado algum resultado, quiçá melhor que os vulgares anti-depressivos, tão na moda e sem os respectivos efeitos secundários.
Apetece-me, hoje, partilhar uma das minhas técnicas mais eficazes e relativamente simples. Basta um pouco de imaginação!
Consiste, basicamente, em se ir fazendo o relato entusiástico dos momentos mais monótonos de cada dia e, em pouco tempo, isto faz-nos sentir uma autêntica estrela!
Passo a exemplificar:
 
 
"A tensão é grande aqui, nesta Grande Prova de Surf-Individual-no Sofá de Sexta à Noite!"
 
 
"Tudo pode acontecer, é a Prova da Esfregona em Estilo livre!"
 
 
"Obrigado por assistirem à Competição Internacional de Saltos Individuais para a Cama!"
 
 
"Sim, é a contagem final do Fazer-as-Malas para Não sair de Casa!"
 
 
"Já a seguir o grandioso Jogo do Ainda-Não-Foi-Desta-Que -Me-Convidaram-Para-Um-Programazinho-De-Jeito! Não vão acreditar no que se vai passar diante dos vossos olhos!"
 
 
"Sim, é o Combate mensal Frigorífico-Rama, em que o vencedor derrota a podridão e o bolor!"
 
 
"Bem-vindos à emocionante Prova Final de Jogar no Totoloto sem Prémio!"
 
 
"Não perca a nossa transmissão especial, Via Satélite, do Comer-Encostada-ao-Lava-Loiça!"
 
 
"Descontraia-se! Chegou a hora da Supertaça de Cereais-ao-Jantar-Outra-Vez!"
 
 
"Veja em directo e ao vivo como a nossa Graaande Artista passa de um dia para o outro!"
 
 
"Se não tem um coração frágil, está convidado a assistir à emocionante e perigosa aventura de Escrever-no-Blog-à-Falta-de-Melhor-para-Fazer! É electrizante!"
 
 
etc.
 

ZeliaN

 
 
publicado por mulheresforadehoras às 17:55
link do post | comentar | ver comentários (1) | favorito
Quinta-feira, 4 de Junho de 2009

Pedido de contributos criativos

O novo elemento da minha mini família, uma cadelinha, já nasceu, 2/5/2009. É de uma raça estranha de nome esquisito e proveniência exótica, de tamanho pequeno, peludinha, rosto branco e muitas manchas pretas. Foi me dada por uma amiga, a Xana, uma querida de coração generoso. Mulher divorciada que tem no jardim da sua casa acampadas as mobílias e outros pertences do marido, à espera que o artista os recolha, permanecem lá faz 10 anos - o tempo em que o divorcio se arrasta (uma autentica via sacra). Ontem eu e o meu filhote pensamos no nome a dar a pequenita: Berta, Matilde, Maria dos Anjos etc, não chegamos a nenhuma conclusão. Agradecia que contribuíssem com algumas ideias, nomes simpáticos, criativos, de preferência bem portugueses, com carga, sérios, nada de Mimi, Lili, Pantufa e coisas desse género.

 

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 13:09
link do post | comentar | ver comentários (9) | favorito
Terça-feira, 2 de Junho de 2009

Sherazade, Bertita e Filosofia de Vida

Gosto muito de deambular sobre a educação emocional que dou ao meu filhote e como a mesma passa por certos livros.

Ontem começamos com os contos de Óscar Wild. O meu filhote os lê em voz alta e eu choro copiosamente (dou-me autorização de chorar em publico quando a razão é comoção literária), na realidade ele também se emociona o que faz da minha mini família um ambiente propício à lamechice, o que me enche de orgulho.

Hoje reflecti sobre a forma como certos livros formataram a minha personalidade. O primeiro livro sério que recebi, com capa dura e repleto de lindas ilustrações, foi “As Mil e uma noites”, o meu pai que me ofertou tinha eu 7 anos, fiquei encantada com o presente e para mim ele era um tesouro de valor inestimável só igualável ao da estima que tinha pela minha boneca Bertita.

Todos conhecem a história de Sherazade, uma heroína feminina que através da astúcia consegue ser senhora do seu destino, mulher que habilmente usava o artifício de contar contos deixando continuação na noite seguinte como forma de ser foi poupada da morte. A metáfora por detrás da Sherazade é clara: a liberdade se conquista com o exercício da criatividade.

Assim sendo aos 7 anos de idade aprendi princípios basilares que são os pilares da minha filosofia de vida. Isso se aplica na forma como encaro a realidade, a construo e reconstruo constantemente, no sonhar acordada, fazendo de todos os dias um dia diferente, obrigatoriamente! Nunca fazer o mesmo caminho, nunca repetir a mesma receita, nunca repetir a mesma frase, nunca dançar com os mesmos passos, nunca ter a mesma música dentro da cabeça e viver em constante encantamento e viver em constante estado de criação. Eu sei, para quem é certinho, programado, pragmático e sente necessidade de controlar todas as variáveis, ter a louca da Sherazade ao lado é capaz de desparafusar e obrigar a tratamento psiquiátrico (pode levar um homem há loucura, já vi acontecer varias vezes!!!!). Mas bem vistas as coisas, para os mais destemidos e sonhadores, junto dela não existe o perigo de se morrer de tédio. :-)

Maria João

publicado por mulheresforadehoras às 14:01
link do post | comentar | favorito

.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

.Contador

Condos
Cell Phone Family Plans
blogs SAPO

.subscrever feeds