Um blog escrito por três mulheres, funciona como espaço para catarse, debate e exposição de pensamentos soltos.

.posts recentes

. Pó vivo!

. As duas Casuarinas - Cont...

. As duas casuarinas

. Isso não importa

. Profecia Familiar - Bem q...

. Noticia de ultima hora - ...

. Tai

. Romantismo masculino/Toda...

. Ser inebriante portuga

. Quem tem uma Tia assim nã...

.arquivos

. Maio 2011

. Fevereiro 2011

. Junho 2010

. Maio 2010

. Abril 2010

. Março 2010

. Fevereiro 2010

. Novembro 2009

. Outubro 2009

. Setembro 2009

. Julho 2009

. Junho 2009

. Maio 2009

. Abril 2009

. Janeiro 2009

. Dezembro 2008

. Novembro 2008

. Outubro 2008

. Setembro 2008

. Agosto 2008

. Julho 2008

. Junho 2008

. Abril 2008

. Março 2008

. Fevereiro 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Agosto 2007

. Julho 2007

. Junho 2007

. Maio 2007

. Abril 2007

. Março 2007

. Fevereiro 2007

. Janeiro 2007

. Dezembro 2006

. Novembro 2006

. Outubro 2006

. Setembro 2006

. Julho 2006

Segunda-feira, 18 de Junho de 2007

Noite de Insónia

Minhas amigas, tenho-vos encontrado numa maré tão virada para o romantismo que dou, por vezes, comigo a pensar: então e tu bambina, já adormeceste?!

Talvez em resposta a tal questão  eu, que durmo tão bem tive, recentemente, uma disparatada insónia e o resultado é o que se segue:

 

 

Sinceramente, Amor

Eu quero voltar a ver-te,

Com gestos que não façam nada

E digam quase tudo,

Nem que seja, na alta madrugada,

Em sonhos de absurdo.

 

A noite é um lago.

Eu estou à tua espera,

Sem angústia nem dor

E o barco

- Viagem p'ra quimera-

Não chega, meu Amor.

 

Que deuses, sem rosto

Lhe barram o caminho?

Que rosas, sem cheiro,

Me cravam o seu espinho,

Me prendem e me anulam

P'ra nos separar?

 

Não há bambús na margem

Que filtrem o luar,

Que confundam, ao longe, a tua silhueta

E que, entre fumo e neblina,

Inventem a imagem

desta noite-menina

De busca e de espreita.

 

Noite de insónia,

Nostalgia branda,

Lago parado, em que nem o vento

Esboça um lamento

E, apenas, TU estás no meu pensamento

 

 

ZeliaN

 

 

 

 

publicado por mulheresforadehoras às 14:49
link do post | favorito
Comentar:
De
 
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 


.mais sobre mim

.pesquisar

 

.Maio 2011

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
25
26
27
28
29
30

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds